domingo, 11 de setembro de 2011


Voltei,
mas já passava das 3...
Já não tinha
o sol tanta luz,
nem a cor,
nem o sorriso de antes.
Foi quase um pulsar constante
uma explosão emocional
que desequilibrou a razão
até o tempo de acabar,
tudo e nada de uma vez só
As portas fecharam-se
O que foi,
já não é mais
voltei tarde
acabei indo
longe demais...

5 comentários: